sábado, 3 de novembro de 2012

Inscrição Prolibras


Corram! =)

Pessoal  até que enfim saiu o tão esperado edital do Prolibras 2013!.
O edital desse estava previsto para o primeiro semestre, mas só abriu inscrição agora.
E para acabar com aquele confusão sobre o ano do Prolibras, agora a prova desse ano se chamará Sexta Edição do Exame Nacional para Certificação de Proficiência no Ensino da Língua Brasileira de Sinais, ou seja, SEXTO PROLIBRAS.

Antes de ir para a inscrição, veja mais informações sobre o Prolibras clicando aqui.
Veja o vídeo e as questões do Prolibras 2007.
Veja também as questões do Prolibras 2009.

Então chega de perder tempo, e vamos para o que realmente interessa.


Prolibras 2013

Inscrições no período de 31/10/2012 até as 23h59min do dia 05/12/2012.
O valor da inscrição é de R$40,00 e o boleto deve ser pago até o dia 06/12/2012.
A prova objetiva será aplicada no dia 03/03/2013 às 14:00. (20  questões em libras são projetadas 2 vezes)
A prova prática será aplicada no dia 06/03/2013. (horários diferenciados)

Confira o site oficial do exame.
Clique aqui para fazer sua inscrição.
Confira o edital completo.

Boa sorte a todos

terça-feira, 30 de outubro de 2012

CD da IBJM

 
 Estou iniciando no ministério de louvor e neste cd estou solando a música Aleluia,  espero que goste. Bjs
 


quinta-feira, 23 de agosto de 2012

ENTENDENDO A PERDA DE AUDIÇÃO


  • PERDA DE AUDIÇÃO
Para entender a perda auditiva, precisamos entender como funciona nossa audição. A orelha é um orgão dividido em três partes: orelha externa, orelha média e orelha interna. A orelha externa é responsável por captar as ondas sonoras contidas no ambiente, este som é direcionado para orelha média onde se encontra a membrana timpânica e os ossículos: martelo, bigorna e estribo que em conjunto vibram e amplificam os sons levando-os até a orelha interna onde são processados pela cóclea. A cóclea é preenchida por um líquido e por um conjunto de células nervosas que transmitem impulsos elétricos até o nervo e este até o cérebro para que seja interpretado o som.

  • Perda Auditiva
Sinais:
  1. Dificuldades para entender as palavras, ouve mas não entende.
  2. Dificuldades para escutar televisão e telefone.
  3. Dificuldades para escutar de longe.
  4. Dificuldades para escutar em ambientes ruidosos.

Tipos de perdas:
  1. Condutiva: Qualquer interferência na transmissão do som desde o conduto auditivo externo até o ouvido interno.

  2. Neurossensorial: Ocorre quando há impossibilidade de recepção do som por lesão das células ciliadas ou nervo auditivo.

  3. Mista: Ocorre quando há uma alteração na condução do som até o órgão terminal sensorial associada à lesão do órgão sensorial ou do nervo auditivo.

Graus de perda auditiva:
O grau da perda auditiva é classificado pela interpretação do exame de audiometria realizado pelo fonoaudiólogo. Existem quatro tipos de graus de perda auditiva que vão de leve a profundo.
  1. Perda auditiva leve: Caracteriza-se por uma pequena dificuldade de compreensão, o indivíduo ouve bem em ambientes silenciosos, mas apresenta dificuldades em ambientes ruidosos e com fala distante ou muito baixa.

  2. Perda Auditiva de grau moderado: Caracteriza-se por uma dificuldade na compreensão mesmo em ambientes silenciosos, além disso, o indivíduo com essa perda necessita que os outros repitam muitas vezes a palavra ou que se fale mais alto.

  3. Perda Auditiva de grau severo: O indivíduo apresenta muita dificuldade para entender a fala.

  4. Perda Auditiva de grau profundo: A pessoa com essa perda somente escuta sons extremamente altos acima de 90 dB.

audiograma


                                                    

Média Tonal Denominação
≤ 25 dBNA Audição normal
26 - 40 dBNA Perda auditiva de grau leve
41 - 55 dBNA Perda auditiva de grau moderado
56 - 70 dBNA Perda auditiva de grau moderadamente severo
71 - 90 dBNA Perda auditiva de grau severo
≥ 91 dBNA Perda auditiva de grau profundo

quinta-feira, 19 de julho de 2012

Cursos de Inglês, Espanhol e Libras de graça - Inscrições prorrogadas até 31/07

Ministério do Turismo

A qualificação é uma das principais ações do governo federal para transformar a Copa do Mundo da FIFA de 2014 no maior evento de todos os tempos. Preparar nossos para atender com qualidade e competência aos visitantes é o que fortalecerá a imagem do país como destino turístico ideal para todos os públicos. Com o objetivo de organizar esse trabalho, o Ministério do Turismo se uniu ao Ministério da Educação para levar o Pronatec ao segmento turístico. Serão 40 mil vagas por semestre, ofereciadas pelo Pronatec, que vai capacitar quem já trabalha com turismo e também quem pretende se profissionalizar no setor. Serão 29 atividades ligadas ao receptivo turístico, além de cursos de inglês, espanhol e libras. Os participantes também receberão auxílio estudantil, entre alimentação e transporte. Ao todo, até a Copa, serão 240 mil vagas ofertadas pelo (Senac, Sesc, Sesi e Senai) e instituições  federais de educação profissional.

Como participar
Para participar do ‘Pronatec Copa’, o interessado deve ter 18 anos ou mais, e morar em uma das 12 cidades-sede da Copa, entorno, ou em um dos destinos turísticos selecionados. Para ver a listagem das cidades, CLIQUE AQUI.
Os alunos das cidades-sede da Copa das Confederações (Brasília, Fortaleza, Rio de Janeiro, Belo Horizonte, Recife e Salvador) terão prioridade nesta primeira seleção de participantes.
Mas tem lugar para todo mundo neste time: depois da inscrição efetuada, o interessado será convocado assim que surgir uma vaga.
Como funciona o sistema de inscrição?
A inscrição será feita pelo link Cadastro, que estará disponível a partir de 29/06/2102. Além de preencher os dados pessoais (nome completo, endereço e CPF), o aluno deverá escolher o curso de qualificação que deseja fazer, de acordo com o seu interesse ou com a sua área de atuação profissional.
Os inscritos serão pré-matriculados no PRONATEC de acordo com a disponibilidade de vagas ofertadas pelo Ministério da Educação (MEC). Após a efetivação da pré-matrícula, o MEC enviará um e-mail informando a data de início e o local do curso. A matrícula será concluída presencialmente, no local do curso.
Quais são as condições para realizar a inscrição?
Os profissionais que já trabalham no setor terão prioridade na pré-matrícula dos 29 cursos profissionalizantes oferecidos pelo PRONATEC FIC - Formação Inicial e Continuada. Para os cursos de idiomas (inglês e espanhol), serão aceitas somente as inscrições dos profissionais que já trabalham com turismo. A comprovação será solicitada no ato da matrícula. Para o curso de libras, a inscrição está aberta para sem restrições.

Durante a pré-inscrição, cada participante poderá escolher um curso de qualificação (profissionalizante) e/ou um de idioma, se trabalhar no setor. Caso contrário, somente poderá escolher um curso dos 29 profissionalizantes. A escolha dos cursos dependerá do grau de escolaridade do inscrito, conforme indicado no próprio cadastro de inscrição.
Outras informações:
Os cursos serão presenciais e gratuitos, com duração média de quatro meses e serão oferecidos nas sedes do Sistema S (SENAC, SENAI, SESC, SESI, SENAT) e nos institutos federais de educação profissional. Os participantes terão auxílio estudantil, com alimentação e transporte.

O Brasil já começou a se preparar para Copa do Mundo da FIFA de 2014. Escolha um dos cursos e se qualifique! O principal jogador deste time é você.
Atenção: O Pronatec Copa é um programa voltado à qualificação para a Copa 2014, portanto, somente serão aceitas inscrições para as cidades que realizarão os cursos. 

quarta-feira, 18 de julho de 2012

OS CINCO PARÂMETROS DA LIBRAS


Nas línguas de sinais podem ser encontrados os seguintes parâmetros:

Configuração das Mãos (CM)
Pontos de Articulação (PA)
Movimento (M)
Orientação (O)
Expressão Corporal e/ou Facial

Configuração das mãos (CM): são as diversas formas que uma ou as duas mãos tomam na realização do sinal. Podem ser da datilologia (alfabeto manual) ou outras formas feitas pela mão predominante (mão direita para os destros), ou pelas duas mãos do emissor.



Obs: Não precisa decorar todas as CM, pois vc utilizará de forma natural qd estiver interpretando.


Os sinais APRENDER, LARANJA e DESODORANTE-SPRAY tem a mesma configuração de mão.


Ponto de Articulação (P.A): é o espaço em frente ao corpo ou uma região do corpo, onde os sinais são articulados. Os sinais articulados no espaço são de dois tipos: os que se articulam no espaço neutro ou tocam alguma parte do corpo.

Os sinais TRABALHAR, BRINCAR,PAQUERAR são feitos no espaço neutro e os sinais ESQUECER, APRENDER e DECORAR são feitos na testa.





Ex: Mesma configuração da mão, mas com Ponto de articulação diferente:


Movimento (M): os sinais podem ter um movimento ou não. Os sinais RIR, CHORAR E CONHECER tem movimento, como os sinais AJOELHAR, EM-PÉ, SENTAR não tem movimento.


Orientação (O): orientação é a direção para a qual a palma da mão aponta na produção do sinal. Ex: para cima, para baixo, para o corpo, para a frente, para a direita ou para a esquerda, os sinais podem ter uma direção e a inversão desta pode significar ideia de oposição QUERER E QUERER-NÃO; IR e VIR.



Expressão facial e/ou corporal: muitos sinais, além dos quatro parâmetros mencionados acima, em sua configuração têm como traço diferenciador também a expressão facial e/ou corporal, como os sinais ALEGRE e TRISTE.



A combinação destes quatro parâmetros, ou cinco, tem-se o sinal, portanto, combinar estes elementos que formam as palavras e estas formam as frases em um contexto, não basta conhecer as palavras, é preciso aprender as regras de combinação destas palavras em frases.


Exemplo de parâmetro:

terça-feira, 3 de julho de 2012

Curso de Libras gratuito - Projeto Libras para Todos está com inscrições abertas


Prefeitura de Osasco abre inscrições para curso de Libras
A Secretaria de Assistência e Promoção Social (SAPS) da Prefeitura de Osasco está com inscrições abertas para o projeto “Libras para Todos 2012”, que visa a inclusão social por meio do ensino da Língua Brasileira de Sinais. As inscrições se encerram no dia 20 de julho,
O projeto conta com turmas de nível básico e intermediário. As aulas são gratuitas e acontecem nos CRAS (Centros de Referência e Assistência Social ver abaixo) e na sede da Secretaria (rua da Saudade, 180 – Jardim Bela Vista), onde também podem ser feitas as inscrições. Já a aula inicial acontece no dia 10 de agosto, às 14 horas, na própria sede.
As vagas são limitadas e serão priorizados moradores de Osasco e servidores públicos municipais.

Mais informações podem ser obtidas na Coordenação de Atenção ao Idoso e Pessoa com Deficiência, pelo telefone 2183-6707 ou pelo e-mail caipcd.saps@osasco.sp.gov.br.
Relação dos CRAS onde acontecem as inscrições e as aulas

Unidade                                                       Telefone
CRAS Jardim Veloso                                    3692-5952
CRAS VilaYolanda                                        3699-4201
CRAS KM 18                                               3607-1419
CRAS Vila Yara                                            3654-2897
CRAS Munhoz Jr                                          3602-1718
CRAS Jardim Piratininga                                3656-4509
Núcleo de Extensão Conjunto Vitória              3608-3039

quarta-feira, 9 de maio de 2012

O que é preciso fazer para se tornar uma intérprete de Libras



RESUMO DAS PERGUNTAS FREQUENTES:

PARA SER INTERPRETE

Precisa de curso de Libras e prolibras. (Algumas instituições não pedem prolibras, mas as melhores vagas pedem).
Não precisa de faculdade pra ser intérprete, somente o ensino médio completo.

PARA SER PROFESSOR DE LIBRAS:
SE NÃO TIVER professor com graduação ou pós-graduação em Libras, a vaga poderá ser preenchida da seguinte maneira:
I - professor de Libras, usuário dessa língua com curso de pós-graduação ou com formação superior e Prolibras.

II - instrutor de Libras, usuário dessa língua com formação de nível médio e com Prolibras.

III - professor ouvinte bilíngüe: Libras - Língua Portuguesa, com pós-graduação ou formação superior e com Prolibras.



CURSO DE LIBRAS PODE SER:
I - cursos de educação profissional;
II - cursos de extensão universitária; e
III - cursos de formação continuada promovidos por instituições de ensino superior e instituições credenciadas por secretarias de educação.

OBS: Para fazer o prolibras vc NÃO precisa ter nenhum certificado, entretanto para passar vc precisa mostrar que tem conhecimento o suficiente para ser aprovada pelo MEC. O mais importante NÃO É COMO vc aprendeu (EAD, Pós, graduação, extensão etc) o mais importante é SE vc aprendeu.

O prolibras será realizado por 10 anos.

 Se vai começar a estudar, faça o curso de Libras, não aconselho fazer pós-graduação, se não tem o conhecimento básico.


INSTITUIÇÕES QUE RECOMENDO:

Feneis, Ines, DERDIC, Seli, Instituto singularidade e Mackenzie.

Vou contar minha história, pois muitos me perguntam como aprendi Libras:

Comecei aprender Libras na igreja Batista Moriá em 2002 com um surdo chamado Wanderlei Aran, fiz o curso 3 anos e ao mesmo tempo interpretava os cultos, juntamente com outras alunas. Nunca pretendi trabalhar com isso.

Em 2010 me formei em administração e trabalhava no Bradesco há 4 anos na área de T.I, foi quando surgiu a oportunidade de trabalhar no Senai a noite, gostei  muito e percebi que era muito mais feliz trabalhando com surdos do que com T.I, sai do Bradesco e fiquei trabalhando só no Senai , depois outras portas foram se abrindo, trabalhei na Faculdade Rio Branco, Unip, Senac, palestras, vídeos, cursos.

Em 2010 passei no prolibras para intérprete e em 2013 para instrutor.
Em 2013 fiz a pós-graduação em interpretação da Língua de Sinais na Unip.
Em 2015 iniciei outra pós-graduação de Libras no Instituto Singularidades.
Passei na prefeitura de S.P como intérprete e como instrutora de Libras tbm.
Gravação do curso básico de Libras pela Iped. É isso rsrs.

Legislação:

1-     Fazer curso de Libras: conforme decreto 5626/2005 a formação de tradutor e intérprete de Libras, em nível médio, deve ser realizada por meio de:

I - cursos de educação profissional;

II - cursos de extensão universitária; e

III - cursos de formação continuada promovidos por instituições de ensino superior e instituições credenciadas por secretarias de educação.

Parágrafo único. A formação de tradutor e intérprete de Libras pode ser realizada por organizações da sociedade civil representativas da comunidade surda, desde que o certificado seja convalidado por uma das instituições referidas no inciso III.




2-      Fazer o Prolibras que é uma prova de proficiência do MEC, antigamente esta prova era elaborada pela UFSC, a partir de 2012 a elaboração será feita pelo INES (Instituto Nacional de Educação de Surdos), esta prova é realizada 1 vez por ano.  Ela possui duas etapas: a teórica e a pratica, é possível consultar as provas anteriores no site: http://www.prolibras.ufsc.br/index.html. Se passar nas duas etapas receberá o certificado de proficiência do MEC e INES.



Segue os tipos de prova que poderão ser realizadas:

PROFESSOR: Proficiência no ensino da LIBRAS: Atuar como instrutor


INTÉRPRETE: Proficiência no uso da Libras - Atuar como intérprete. 

Obs: é necessário ter concluído o ensino médio  para realizar a prova. O curso de libras não é obrigatório. O exame acontece em todo Território Nacional, a relação das cidades é informado no edital.



3- O Decreto 5626 esclarece como será o critério para contratação de professor de Libras:



Art. 7o Caso não haja docente com título de pós-graduação ou de graduação em Libras para o ensino dessa disciplina em cursos de educação superior, ela poderá ser ministrada por profissionais que apresentem pelo menos um dos seguintes perfis:

I - professor de Libras, usuário dessa língua com curso de pós-graduação ou com formação superior e certificado de proficiência em Libras, obtido por meio de exame promovido pelo Ministério da Educação;

II - instrutor de Libras, usuário dessa língua com formação de nível médio e com certificado obtido por meio de exame de proficiência em Libras, promovido pelo Ministério da Educação;

III - professor ouvinte bilíngüe: Libras - Língua Portuguesa, com pós-graduação ou formação superior e com certificado obtido por meio de exame de proficiência em Libras, promovido pelo Ministério da Educação.

§ 1o Nos casos previstos nos incisos I e II, as pessoas surdas terão prioridade para ministrar a disciplina de Libras.